A insegurança dos "ponta de lança" 

De tempos em tempos, sucumbimos ao grande prejuízo emocional do século. Sejam nos tão próximos anos da era Collor e o sonho de ser americano, até a o sonho de ser brasileiro dos Americanos na era Dorianarista.

Passamos por inúmeras manobras sociais digitalizadas em forma de memes, uns muito bons até!

A parada dos caminhoneiros, a abertura das fronteiras e principalmente a privatização dos indígenas. Todas ações fundamentadas no aprimoramento do capitalismo que evoluiu para um Capitalismo 2.0, que acredita viver a era da inclusão mas nos moldes da revolução industrial. Pouco se fala do histórico político do país, mas até nazi rolou uma época, com "contos urbanos" de famílias que compravam crianças para serem escravos em 1930.

Contudo, marcas como Salon Line, que criou um livro de cabelo crespo com uma página dupla da Gisele. Piada? Trágico se não fosse verídico. A representatividade é uma faca de gume duplo, ela ajuda e atrapalha.

No Brasil, por exemplo nunca rolou um esquema de "reparação histórica" o que torna nosso país uma rodoviária de gringo que nunca soube reconhecer seu erro com a escravidao.

Já passamos dessa fase, branco nunca vai dá nada. Branco mata, rouba e destrói. Branco é capitalismo! Branco é achar que ter funcionário é a resposta para a riqueza. Branco é definir os limites da vida de alguém apenas pela sua aparência e tudo que permeia o capital é branco e por isso que devíamos ouvir mais Oiticica e menos Caetano Veloso!

"SEJA MARGINAL, SEJA HEROI"!

E SER MARGINAL NAO SIGNIFICA PEGAR UMA ARMA OU BATER NA MULHER!

ser marginal é entender que se a maioria faz desta forma, existe algo errado! Se a maioria se fortalece por uma métrica que é herancatoria ou hierárquica é maisntream é velho e é estrutura.

Ser marginal é abrir uma loja na sua garagem. Ser marginal é ensinar alguma coisa na sua quebrada.

Ser marginal é usar sabão de óleo de descarte.

Ser marginal é reciclar o seu lixo orgânico

Ser marginal é pagar proporcionalmente ao alcance.

Ser marginal é ter cota até em show!

Ser marginal é colocar pula-pula e fechar a rua para criança !

Ser marginal é fazer o que ninguém tem coragem de fazer pq se tivesse a gente não estaria chorando pelo mesmo leite derramado!

Ser ponta de lanca é ser marginal! E ser ponta de lanca não é fácil! Ser o primeiro a se assumir. O primeiro a entrar na faculdade. O primeiro a terminar a faculdade. O primeiro a ter doutorado. O primeiro a pensar em sua segunda formacao. O primeiro é ser o que se suja, o que se expõe e o que se torna luz no fim do túnel! Porém ser luz é desgastante e se em movimentos organizados já é difícil manter uma vela acesa, imagina na confusão social que vivemos atualmente?

Ser loco é pouco. Se você não se sente louco vc tem algum problema SENTI(MENTAL)!

Agora todo mundo usa as redes sociais para venda, e, logo, vamos, permanecer aqui. Apenas no site.

e se o Instagram fechar como vc vai trabalhar?

0 visualização